sábado, 7 de maio de 2011

Exercícios / Revisão para a AV2 1º período


Exercícios  / Revisão para  a AV2 1º período   2º ano
A-     Abra o seu livro de Português e releia o poema “Se eu morresse amanhã” de Álvares de Azevedo( página 51) para responder às questões abaixo:
      Como você sabe, Álvares de Azevedo é o mais importante escritor da geração ultrarromântica. O poema  “Se eu morresse amanhã” manifesta o pessimismo típico  dessa geração: o eu lírico imagina o que aconteceria se morresse subitamente. Nesse plano hipotético macabro, ele prevê coisas boas e ruins.
1-      Pela perspectiva do eu lírico, os fatos imaginados na 1ª estrofe são bons ou ruins? Por quê?
2-      E os fatos imaginados na 2ª e na 3ª estrofes? Por quê?
3-      Em todas as estrofes, há uma conjunção que funciona como suporte linguístico para o eu lírico adentrar o plano hipotético, o plano da fantasia. Identifique essa conjunção. Que valor semântico expressa?
4-      A conjunção “MAS” possui o valor semântico de oposição. Que ideias essa conjunção opõe ao contexto?
5-      Na 2ª e na 3ª estrofes, o eu lírico prevê um futuro promissor, caso não morra. A 4ª estrofe é introduzida pela conjunção “mas” e apresenta a ideia de um excelente ganho – e talvez o único verdadeiro – no caso de uma morte súbita e precoce. Que benefício o eu lírico teria com uma morte precoce?
6-      Os poemas de Álvares de Azevedo receberam influência principalmente de que autor inglês?
7-      O que é “mal do século”?
8-      Que temas Álvares de Azevedo abordou com maior frequência em seus poemas?
9-      Releia o poema. Como Álvares de Azevedo interpreta a morte?
10-   Qual é o tema do poema lido?
11-    Analise sintaticamente o verso “Minha mãe de saudades morreria”.
12-   Identifique a figura de linguagem presente na passagem: “Mas essa dor da vida que devora / a ânsia...”.
Gabarito:
1-A morte da mãe seria ruim: a presença da irmã seria algo bom, como comprova a expressão “ao menos”.
2-Todos são fatos ruins, pois o eu lírico perderia as glórias do futuro, a beleza de cada dia que nasce.
3- A conjunção é SE e tem o valor semântico de condição.
4- A conjunção MAS se opõe ao mundo de alegrias que a vida lhe traria ao único benefício que a morte pode lhe trazer: o fim da dor.
5- O benefício com uma morte precoce seria “o fim da vida” que devora sua vontade de viver.
6- Receberam a influência de Lord Byron, poeta inglês cujo  estilo de vida era boêmio, voltado para os vícios, bebida,fumo, e sexo (narcisismo,egocentrismo,pessimismo e angústia ).
7- Na época do romantismo, vários escritores do Brasil e da Europa foram dominados por um sentimento de pessimismo, desilusão, descrença, tédio: a tudo isso de chamou “mal do século”.
8-O poeta abordou a morte, a fuga da vida real para o mundo dos sonhos, a mulher idealizada.
9- O poeta interpreta a morte como uma libertação do tédio, do pesadelo da vida.
10- O tema do poema é a morte.
11- Minha mãe- sujeito simples; de saudade morreria- predicado verbal; de saudade- adjunto adverbial de causa.
12- Personificação / Prosopopeia

3 comentários:

  1. Amei me ajudou bastante.Obrigada,Micaele.

    ResponderExcluir
  2. vc nao sabe como isso me ajudou quase meu trabalho todo!!! Brigada!!!!!!!

    ResponderExcluir